Tenho sentido uma necessidade enorme de escrever. Possuo uma enorme vontade de pegar num papel e preenche-lo de ambos os lados com alguns dos meus desabafos. Sei que já o poderia ter feito há muito tempo pois, para mim, é fácil rechear uma mísera folha de papel com breves palavras soltas. Simplesmente não o consigo. Já não possuo força suficiente para pegar correctamente numa esferográfica e, com a minha caligrafia praticamente ilegível, completar todos os espaços da folha branca. Quando finalmente agarro na caneta com convicção suficiente para escrever um livro, a tinta falha... escorre e mancha o papel no qual desejaria despejar todos os meus pensares e vivências. E, por fim, quando a tinta decide permanecer na esferográfica, faltam-me as palavras... estas fogem-me por entre pensamentos e escondem-se, por tempo indeterminado, até que eu abandone a caneta, algures bem longe de mim. Apenas desejo que, letra a letra, as palavras se fossem formando no caderno e que elas suportassem o peso do seu significado, será pedir demais?

9 comentários:

  1. Gostei +.+
    A música chama-se What if I Told You?, do Jason Walker.

    ResponderEliminar
  2. Oh minha Linda, quando te decidires a ir, avisa-me ;D
    Gostei do texto, deixa que as palavras fluam normalmente, não penses de mais! Vais ver que uima boa música, memórias passadas, sonhos...te darão o que precisas

    ResponderEliminar
  3. O importante é não desanimar querida! Vais ver que mais dia , menos dia isso se resolve :) **

    ResponderEliminar
  4. Quem sabe, nunca se sabe o dia de manhã ;) **

    ResponderEliminar
  5. Claro que sim querida :)
    Não é que acredite como já te tinha dito! Mas temos que esperar sempre pelo dia que virá :)

    ResponderEliminar

obrigada pela opinião (: