(24 outubro)
pequena e doce D.,
o meu coração está apertadinho. ele sente a tua falta mas, também descobriu uma coisa muito importante ontem. o Miguel está doente. e só o nome da doença me assusta. é daquelas que podem nem se curar, estás a ver? é, tenho as lágrimas nos olhos e um nó na garganta, um nó constante, que teima em sufocar-me deixando-me pouco espaço para respirar. tenho medo. muito medo. e tu não estás aqui para o afastar de mim. só precisava que me aquecesses o coração.
da tua sempre amiga
Sofia

11 comentários:

  1. Ainda bem que gostas-te, eu gosto muito do teu mesmo, força*

    ResponderEliminar
  2. Eu espero realmente que sim, nunca tinha sentido uma sensação como esta que estou agora a sentir, nunca voltei atrás com as minhas escolhas.

    ResponderEliminar
  3. não me agradeças a mim, eu é que tenho de agradecer por escreveres tão bem tu é que tens o mérito todo (:

    ResponderEliminar
  4. Desabafos lindos e que eu gosto muito (:

    ResponderEliminar

obrigada pela opinião (: